loader image
Pesquisar
Close this search box.

Finanças: Saiba por que separar as finanças pessoais das finanças da empresa!

Muitas pessoas ainda acreditam que podem consertar sua conta empresarial investindo seu próprio dinheiro ou, em outros casos, retirando o dinheiro do fluxo de caixa da empresa para uso em sua vida pessoal.

No entanto, um dos principais pontos para manter sua empresa saudável financeiramente é separar as finanças empresariais das finanças pessoais. Dessa forma, é preciso lembrar que seus gastos pessoais são diferentes das contas da empresa.

Por que separar finanças pessoais das finanças empresariais?

financas sustentaveis 2

Se você possui uma empresa, o ideal é separar as finanças pessoais e as finanças empresariais, pois ao juntar essas duas contas, você e seu negócio poderão sofrer diversas consequências financeiras.

O que são finanças pessoais?

As finanças pessoais abrangem todas as atividades relacionadas ao dinheiro e as decisões financeiras de uma pessoa ou família, como orçamento doméstico, investimentos, planejamento de gastos, uso de crédito, organização para aposentadoria, entre outros.

O que são finanças empresariais?

As finanças empresarias abrangem todos os processos que direcionam a destinação do dinheiro da empresa. Além disso, as finanças da empresa também envolvem o destino dos lucros, com o propósito de aumentar o patrimônio da companhia.

Saiba por que é importante separar as finanças pessoais das empresariais

Ao se ter uma empresa, você conta com muitos gastos, incluindo folha de pagamento, matéria-prima, estrutura física, impostos e muito mais.

No entanto, problemas financeiros podem surgir caso a conta bancária de uma empresa seja usada para pagar despesas pessoais, dessa forma, não é possível identificar quais são os gastos pessoais e quais são os gastos empresariais.

Além disso, a mistura de contas pode dificultar a análise do desempenho dos negócios, sendo difícil determinar quanto se está ganhando e se há novas contribuições de seu próprio capital.

Portanto, a divisão de contas é essencial para a gestão financeira pessoal e empresarial, pois sem esse cuidado fica mais difícil identificar sua renda, lucro e situações de alerta.

Conheça os riscos

Se você não separar as finanças empresariais e pessoais, poderá correr diversos riscos:

Problemas em visualizar a lucratividade

Ao não separar as finanças pessoais das empresariais, você dificilmente conseguirá saber de onde vem os lucros da sua empresa. Isso se dá, pois não haverá diferença de renda em função das atividades da sua empresa e poupança.

Dessa forma, realizar uma análise financeira adequada nesta situação é uma tarefa quase impossível.

Conflito com notas fiscais e taxas

Com as finanças pessoais e empresariais misturadas, poderá ser difícil faturar, pois ambas contam com taxas e benefícios diferentes. Além disso, o empresário também precisa cumprir algumas obrigações tributárias, sendo possível apenas se as finanças estiverem separadas.

Casos de inadimplência

Ao misturar finanças pessoais e empresariais, fica mais fácil gastar os recursos disponíveis, levando a uma recessão e falta de pagamento de fornecedores e funcionários.

Dessa forma, essa atitude pode levar à suspensão de serviços, problemas legais e dívidas trabalhistas.

Veja como separar as finanças pessoais das empresariais

Identifique seus gastos mensais

O primeiro passo para organizar suas finanças pessoais e empresariais é inserir as despesas de ambas as partes em uma planilha. Com isso, você conseguirá organizar suas finanças para gerenciá-las da melhor maneira possível.

Além disso, você deverá entender seu fluxo de caixa, contas a pagar e despesas pessoais.

Defina o salário

Se você é o seu próprio patrão, deverá determinar seu salário. No entanto, não tenha a ilusão de que, como chefe da empresa, você pode ditar o salário desejado ou alterá-lo dependendo da situação financeira da empresa em um determinado mês.

O salário fixo deve ser baseado em quanto você precisa para se sustentar e quanto o mercado costuma pagar por essas posições.

Faça um planejamento financeiro

O planejamento financeiro é sempre necessário em qualquer situação que exija uma melhora em suas finanças. Através desta, você poderá organizar as despesas e manter muitas pessoas longe de problemas. Além disso, fica mais fácil evitar o uso desnecessário de recursos.

Utilize um software de gestão financeira

Para facilitar este processo, é interessante que você utilize um software de gestão financeira, pois isso levará à automação de muitas atividades, reduzindo erros e retrabalhos de especialistas, aumentando assim sua produtividade.

Separar as finanças pessoais das empresariais é fundamental para a sobrevivência do seu negócio, pois, a partir disso, você poderá ver um aumento na lucratividade e utilizar os fundos da empresa e das pessoas da forma que melhor atende às suas necessidades.