loader image
Pesquisar
Close this search box.

Mutirão do Desenrola com oportunidades de renegociação para Fies e Minha Casa, Minha Vida!

Mutirão do Desenrola oferece renegociações para Fies e Minha Casa, Minha Vida. Confira!

No dia 22 de novembro, quarta-feira, aconteceu o Mutirão do Desenrola, uma iniciativa do Governo Federal voltada para a renegociação de dívidas. Este evento especial contemplou condições facilitadas para débitos relacionados ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e ao programa Minha Casa, Minha Vida.

Desde o dia 7 deste mês, estudantes e graduados com débitos no Fies podem usar descontos expressivos em agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. Agora, os indivíduos que estão quitando seus imóveis pelo programa Minha Casa, Minha Vida também terão a chance de negociar parcelas em atraso.

Quais são as condições oferecidas aos devedores no Mutirão do Desenrola?

desenrola brasil bb

Para os estudantes inadimplentes do Fies, as ofertas englobam descontos de até 100% sobre encargos para débitos não quitados há mais de 90 dias até 30 de junho deste ano. Além disso, existe a possibilidade de parcelamento em até 150 vezes, com desconto nos encargos.

Em relação a débitos vencidos há mais de 360 dias, há a opção de desconto de até 77% no valor consolidado da dívida, com a alternativa de liquidação em 15 parcelas mensais. Essas condições aplicam-se a financiamentos contratados até o segundo semestre de 2017 e em fase de amortização até 30 de junho deste ano.

O Ministério da Educação estima que mais de 1,2 milhão de inadimplentes podem se beneficiar de descontos de até 99% no valor consolidado da dívida. Importante destacar que aqueles registrados no Cadastro Único e que receberam o Auxílio Emergencial em 2021 também terão a oportunidade de aproveitar propostas com desconto de até 99%.

Como participar do mutirão do Desenrola?

As negociações do Desenrola são realizadas integralmente por meio digital, proporcionando um atendimento mais ágil. Para acessar as propostas disponíveis, é necessário entrar na plataforma desenrola.gov.br. É crucial lembrar que, para efetuar a renegociação, é preciso possuir uma conta gov.br de nível prata ou ouro.

Além disso, no próprio dia do Mutirão do Desenrola os bancos participantes do programa, como a Caixa e o Banco do Brasil, funcionarão em horário estendido para atender presencialmente aqueles interessados em renegociar suas dívidas.

O que é FIES?

O Fundo de Financiamento Estudantil, ou FIES, é um programa do governo brasileiro que visa ajudar os alunos a pagar seus estudos na universidade. Ele foi criado pelo Ministério da Educação (MEC) e é destinado a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores não gratuitos, oferecidos por instituições de ensino particulares cadastradas no programa.

O FIES permite que o estudante financie parte ou a totalidade de sua mensalidade, dependendo da sua capacidade de pagamento, e as condições do contrato são estabelecidas de acordo com a renda familiar do candidato.

Durante o período de curso, o estudante beneficiado pelo FIES paga trimestralmente uma taxa de coparticipação, que corresponde a uma parte dos encargos educacionais, e o restante é financiado pelo programa.

Após a conclusão do curso, o beneficiário do FIES tem um prazo de carência para começar a quitar o financiamento, que varia de acordo com a sua situação financeira. O pagamento pode ser feito em prestações mensais, e a taxa de juros é mais baixa do que as praticadas pelo mercado.

É importante ressaltar que o FIES passou por algumas alterações ao longo dos anos, e as condições específicas do programa podem variar. Portanto, é recomendável verificar as informações mais recentes junto ao Ministério da Educação ou aos órgãos responsáveis pelo programa.

Sucesso do programa Desenrola

Ao discutir com o presidente nesta terça-feira (21), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, elogiou os triunfos do Desenrola, que já possibilitou que 7 milhões de cidadãos brasileiros quitassem suas dívidas, e estima-se que o programa beneficie até 30 milhões de pessoas.

Haddad enfatizou que o desconto médio oferecido é cerca de 83% do valor da dívida: “Nunca houve algo similar. O desconto médio é de 83%, chegando a 99% em alguns casos. Se alguém deve mil reais, consegue liquidar a dívida com apenas R$ 170.

Importante destacar que, para aqueles que recebem até 2 salários mínimos – um total de 20 milhões de brasileiros -, oferecemos a opção de parcelamento dessa dívida.

Além de reduzir a média de mil para R$ 170, é possível parcelar em prestações de R$ 50, com a opção de parcelamento em até 60 prestações. É verdadeiramente algo sem precedentes”, afirmou.

Quer ficar por dentro das novidades do mercado financeiro? Fique ligado aqui no nosso site e tenha acesso sempre às melhores informações para você e o seu negócio.